TÔ FORA!

Andorinha morta

Foram 43 dias de trabalho incansável com produção de textos, envios de e-mails, criação e alimentação do blog, abertura de conta no twitter para horas e horas de pios, inscrição em diversos sites e blogs de protesto, bem como, diversas panfletagens em ruas, escolas e condomínios.

Várias foram as mensagens de apoio recebidas, emocionantes comentários no blog – que recebeu nada menos do que 6.196 visitas até esta data. E quantos éramos lá ontem? Pasme: 14, sim quatorze pessoas!

Não, não é mais pra mim. Sou quase uma sexagenária, sou do tempo em que se protestava nas ruas. Trago no currículo bagagem significativa de vitórias como a das Diretas Já e do Fora Collor. Mas agora sei (já até suspeitava) que não sei fazer diferente.

Assim, encerro aqui esta militância frustrada, deixando um recado para aquelas pessoas que estiveram ao meu lado durante todo o tempo desta jornada e que me são muito caras: fiz por você Letícia, minha filha; fiz por você Tati, afilhada das entranhas; fiz por você Elizabete, sobrinha do coração, fiz por você Elza, amiga do peito!

Fui…

Sandra Mara de Morais, 10 de setembro de 2009.

Anúncios

7 Respostas para “TÔ FORA!

  1. Não desista nunca. Incentivar pessoas a protestar num país em que a impunidade impera é trabalho de matar um leão por dia. Mas você não está sozinha. Em vários estados, iniciativas de brigar por direitos estão vingando. Aos poucos, a consciência vai imperar. É só não desistirmos de fazer nosso trabalho de andorinha, ou de beija-flor. Fazermos a nossa parte e dormirmos com a consciência tranquila de estarmos fazendo o nosso melhor é o que conta, no fim das contas. Conte conosco para divulgar qualquer iniciativa.

  2. Maria Elizabete

    Tenho orgulho de vc .Obrigada por me ensinar como começar e terminar um objetivo quando não tem sucesso com atitude.Sabe vc se entregou a este movimento,perdi minha parceira de trico,bordade,tapete ,mas eu estava feliz ,pois,vc se emocionava com cada cometário q recebia neste movimento.Tia do coração você ensinou a plantar sementinhas q no futuro poderão ser grandes arvóres .

  3. Talvez este comentário fique muito raso diante de tudo que gostaria escrever a respeito de você e de tudo que você representa para mim. Então, deixando de lado qualquer pudor…
    – Tia, sim eu concordo que foi muito trabalho por “nada” que com alguns telefonemas você teria conseguido o mesmíssimo resultado, 14 pessoas batalhando por uma idéia.

    Agora concordo também que para você que esteve ao lado e foi amiga de Chico Mendes, que conviveu em amizade com Marina Silva e tantos outros nomes de luta, tudo o que se quer e se espera é uma ação imediata das pessoas, e como não pretender isto? Tendo vivido ao lado de pessoas tão admiradas justamente pela luta e pela força com que sempre tiveram e tem, não é?

    O movimento das Andorinhas pode finalizar hoje, o blog ser restrito somente a suas memórias, o twitter ser encerrado e tudo mais que for necessário, para um fechar de cortinas digno tal como a fundadora. Mas, é fundamental que saiba, as suas sementes foram plantadas mesmo naqueles que não foram e isto ainda que você não esteja lá hão de frutificar, espere e verá.

    E eu? Eu, estarei ao seu lado seja qual for a sua decisão, porque respeito e amor para mim sempre andaram e andarão ao nosso lado.

    Amo-te. Tati : )

  4. Prezada Sandra,

    Isso muito me entristece, mas em um comentario que deixei no seu blog, era uma maneira de alertar para isso. Precisamos reunir os movimentos, para assim adquirir força. Queria ter participado, mas sou empregado, tenho que dar expediente das 8:00 as 18:00 todo dia para levar o sustento para minha esposa e filhos (Dois belos meninos), mas também quero um mundo melhor para eles, fui no dia 07/09/09 no fora sarney, e em meio a 35.000 pessoas eramos apenas 150 (não chegamos a 0,5 %) lutando (contando os que se empolgaram e foram junto conosco), muitas pessoas nos olhavam como se nós estivessemos estragando a sua festa, ah e isso considerando a população do DF em uns 2 Milhões. Que triste pois os verdadeiros desordeiros estavam em seus palanques pomposos. Não se retire dessa guerra por ter ido mal em uma batalha. Convido Você a deixar essa luta nas ruas para nós os mais Jovens, mas a nos ensinar como faze-la. Junte-se ao CIMA – http://emcima.wordpress.com/ e venha nos ajudar com sua experiencia. Lutar Sempre, Vencer Talvez, Desistir Jamais.

  5. Continue com a luta, antes iamos a rua, agora primeiro nos organizamos, mas temos que voltar a essa luta, juntos todos, de maos dadas, vamos mudar esse pais.

  6. Leticia morais

    Sabe eu te apoio,eu fui uma das unicas pessoas que apareceu, é muito fácil teclar,falar que o que o que vc ta fazendo é bonito,o dificil é tirar o povo para as ruas, eles não sabem o poder q tem, e eu aposto q se quisessem limpar a nossa”casa” eles teriam muito bem ido, são muitas deculpas, e eu que perdi aula,mas eu participei, eu so tenho 12 anos, mas fui mais conciente do q eu estava fazendo, eu te apoio completamente como “desisti’ mas quero q saiba, se voltar estarei do seu lado, eu e quem sabe mais pessoas.

  7. Sandra Madioli

    Ninguém paga minha realização de ter participado e pelo respeito que adquiri pelo seu trabalho. Pena que a população acostumou-se a falar e reclamar apenas pela internet(temos grandes pensadores internautas).Quando lembro do filme do Wall-E, antevejo o nosso futuro.Contem comigo sempre para bater panela e ficar sem fôlego de tanto apitar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s